Menu

Introdução

Definição

A Síndrome de enterocolite induzida por proteínas alimentares (FPIES em inglês) é um tipo de alergia alimentar provocada por proteínas de determinados alimentos (leite de vaca e soja, peixe, vegetais, fruta, cereais), caracterizada pelo aparecimento de sintomas gastrointestinais após a sua ingestão. 

Frequência

É mais frequente no primeiro ano de vida e pode ser confundida com gastroenterite aguda, pelo que a sua correcta identificação é importante.

Causa

É uma reacção do sistema imunitário contra algumas proteínas de alimentos.

Sinais e sintomas

A criança apresenta vómitos persistentes, acompanhados de palidez, prostração e por vezes diarreia. Estes sintomas ocorrem geralmente mais de 1 hora após a ingestão do alimento cujas proteínas provocam alergia. Entre os episódios a criança encontra-se sem sintomas, desde que não ingira o referido alimento.

O que fazer

Parar de imediato a ingestão do alimento e iniciar logo que possível a hidratação da criança em casa (ou noutro local) com soluções de reidratação oral disponíveis na farmácia e transportá-la para o serviço de urgência hospitalar.

Tratamento

Hidratação oral ou endovenosa (no hospital); possível necessidade de medicamentos anti-náuseas/vómitos e/ou corticóides (a decidir pelo médico). 

Evolução / Prognóstico

Depende do tipo de alimento: se leite de vaca ou bebida de soja, a doença geralmente resolve aos 3 anos; se alimento sólido e em criança já com história anterior de outras alergias, o FPIES terá uma duração maior e com maior risco de reações graves.

Prevenção / Recomendações

Remoção desse(s) alimento(s) da dieta, com seguimento regular em consulta Pediátrica para avaliar e acompanhar a criança, o seu crescimento e a alimentação habitual.  Após um período de tempo sem a ingestão do alimento provocador, será realizada no hospital uma “Prova de provocação oral que consiste na ingestão de pequenas porções do alimento, com supervisão médica, para avaliar a possível cura da doença. 

As informações da Pedipedia não substituem nem devem adiar a consulta pessoal com um profissional de saúde qualificado.

Mais informações.

Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

Envie as suas sugestões

Newsletter

Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail