Menu

Introdução

O conteúdo da primeira dejeção do recém-nascido é denominado mecónio. O feto pode ter a primeira dejeção ainda in útero ou durante o parto, tornando o líquido amniótico meconial. Este pode ser aspirado pelo feto durante o parto provocando obstrução das vias aéreas e uma pneumonia química. A apresentação clínica é variável, manifestando-se por dificuldade respiratória, que pode ter graus de gravidade variáveis.

O médico e a enfermeira presentes durante o parto sabem o que fazer no caso do bebé apresentar líquido amniótico meconial.

O recém-nascido que nasceu com líquido amniótico meconial pode necessitar de observação por apenas algumas horas, mas alguns necessitam de internamento na unidade de cuidados intensivos durante um período de tempo variável e os recém-nascidos mais afectados podem necessitar de ventilação mecânica, oxigénio e terapêuticas específicas.

Evolução / Prognóstico

O prognóstico é geralmente bom nos casos não graves. Nos casos com maior gravidade as novas modalidades terapêuticas existentes nos centros mais diferenciados reduziram significativamente a mortalidade e a morbilidade.

As informações da Pedipedia não substituem nem devem adiar a consulta pessoal com um profissional de saúde qualificado.

Mais informações.

Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

Envie as suas sugestões

Newsletter

Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail