Menu

Introdução

O que é?

A radiografia de tórax (RXT) é habitualmente chamada “raio-x do tórax”, sendo o exame radiológico mais frequentemente realizado no RN. Como todos os métodos de radiografia, utiliza raios x (feixes invisíveis, inaudíveis e inodoros de radiação ionizante), que passam através do corpo e permitem gerar imagens do tórax. A radiação é absorvida de forma diferente pelos vários órgãos do corpo. Assim, os órgãos mais sólidos não deixam passar os raios x (por exemplo os ossos) e aparecem a branco ou cinzento, enquanto aqueles que permitem a passagem de mais radiação (por exemplo os pulmões) ficam mais escuros.

Para que é utilizada?

A RXT é um exame simples, rápido que é utilizado no diagnóstico e seguimento de RN.

A RXT permite identificar as estruturas anatómicas normais e reconhecer sinais de doença. É muito importante relacionar os achados radiográficos com os sintomas do RN e, quando possível, comparar com exames anteriores. Importa referir que este exame não permite detectar todas as doenças que afectam o tórax.

Que riscos tem?

Todos somos expostos diariamente a pequenas doses de radiação (radiação natural ou de fundo), que não tem riscos para a saúde.

A radiação absorvida durante a realização de uma RXT corresponde a um dia de radiação natural. Portanto, desde que utilizada de forma criteriosa e apenas quando houver necessidade, a quantidade de radiação resultante da realização de uma RXT é ínfima e os benefícios ultrapassam largamente os riscos.

Preparação e cuidados

Para realizar RXT não necessita de nenhuma preparação especial, nomeadamente não precisa de estar em jejum nem de tomar qualquer medicação. Poderá ser necessário retirar algumas peças de roupa que contenham material radiopaco (por exemplo botões de metal) e outro material externo que possa interferir com passagem dos raios x. Não é necessário internamento para realizar RXT.

As informações da Pedipedia não substituem nem devem adiar a consulta pessoal com um profissional de saúde qualificado.

Mais informações.

Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

Envie as suas sugestões

Newsletter

Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail