Menu

Introdução

Definição

Designa-se por pneumonia a infecção do pulmão, causada por vírus, bactérias ou outros agentes, adquiridos na comunidade, podendo ser quer provenientes da flora normal da boca e nariz, ou de outras pessoas doentes.

Os microorganismos penetram no tecido pulmonar e a sua presença leva à acumulação de líquido, pús e detritos celulares, que prejudicam as trocas de gases, com maior ou menor gravidade.

Causa

A pneumonia pode ser causada por diversos microorganismos (vírus, bactérias, fungos,protozoários). A causa mais frequente é viral (Adenovírus, Influenza, Vírus Sincicial Respiratório, Parainfluenza). Frequentemente, surge após uma infecção das vias aéreas superiores (constipação, amigdalite), que progride, ao fim de 2 a 3 dias para sintomas com origem pulmonar. O líquido produzido pela infecção, os detritos celulares e o pús acumulam-se então nos alvéolos, impedindo a passagem do ar e as trocas gasosas. As crianças com pneumonia causada por bactérias (como pneumococos, Haemophilus influenza ou outras) adoecem mais depressa, com aparecimento mais rápida de febre e respiração rápida. Salvo algumas expcepções, a pneumonia bacteriana é mais grave que a provocada por vírus.

Sinais e sintomas

Os sinais e sintomas variam com a idade da criança, o seu estado de saúde prévio e as características do microorganismo causador. Pode surgir febre, calafrios, tosse, respiração rápida e ruidosa, gemido, abertura das narinas, movimentos visíveis dos músculos entre as costelas ou do abdómen, vómitos, dor no peito, abdómen, ombros, menos actividade, perda de apetite, cor azulada dos lábios ou extremidades. Se a pneumonia ocorrer nas regiões inferiores do pulmão, a criança pode aparentar febre, dores abdominais e vómitos, sem sintomas respiratórios importantes. Alguns tipos de pneumonia com podem cursar com sintomas sintomas como dores de cabeça, conjuntivite.

O que fazer

O médico avalia o estado geral da criança, o esforço respiratório, sinais vitais, e ausculta os ruídos provenientes do pulmão. Pode solicitar uma radiografia do torax e análises ao sangue, nem sempre necessários para estabelecer o diagnóstico.

Como posso ajudar a minha criança?

Deve dar muitos líquidos e permitir repouso. A medicação prescrita deve ser dada com a periodicidade e duração recomendadas. Os xaropes para a tosse, principalmente os anti-tússicos não devem ser dados em caso de pneumonia. A maioria dos medicamentos de venda livre são contra-indicados abaixo dos 6 anos. Vigie a temperatura e estado da criança. Se tiver sinais de gravidade ou se a situação não melhorar ao fim de 2 a 3 dias de antibiótico, deverá ser reavaliada pelo médico.

Tratamento

Na maioria dos casos, como a pneumonia é causada por vírus, não é necessário tratamento antibiótico. Se houver suspeita de ser de causa bacteriana, é possível efectua este tratamento em casa, com antibiótico oral. No caso de pneumonia por vírus da gripe, pode ter indicação para fazer medicação anti-viral disponível.

A criança pode ser internada se necessitar de oxigénio suplementar, a infecção tiver atingido a corrente sanguínea, for portadora de doença crónica que diminua as defesas, se vomitar persistentemente, houver suspeita de agente particularmente agressivo ou resistente, ou se a pneumonia apresentar alguma complicação. No internamento pode haver necessidade de soro ou antibióticos por via endovenosa ou administração de oxigénio. Nalguns casos graves, a criança pode necessitar de cuidados intensivos, com ventilação mecânica.

Evolução / Prognóstico

Quanto tempo demora a criança a melhorar?

Com tratamento adequado, a criança deve estar sem quaisquer sintoma ao fim de 1 a 2 semanas em caos de pneumonia bacteriana ou até 6 semanas em caso de pneumonia viral.

Quando devo procurar cuidados médicos?

A criança deve ser observada rapidamente se tiver dificuldade em respirar, lábios ou extremidades azuladas, febre muito alta em bebés abaixo dos 6 meses, ou se não conseguir cumprir a medicação por via oral.

Prevenção / Recomendações

A pneumonia é contagiosa?

Em geral, a pneumonia não é contagiosa, se bem que os vírus responsáveis pelas infecções das vias aéreas superiores, que depois se complicam com pneumonia, sejam contagiosos. Encontram-se a nível das secreções nasais e bucais e podem ser transmitidos pela tosse e espirros. A partilha de copos e talheres, ou o contacto com lenços usados pela criança infectada pode igualmente aumentar o risco de contágio. Portanto, é preferível afastar as crianças pequenas de pessoas com sintomas de infecção respiratória. Os cuidadores das crianças com pneumonia devem lavar frequentemente as mãos.

A pneumonia pode ser prevenida?

Alguns tipos de pneumonia podem ser prevenidos por vacinas. Actualmente, as crianças são vacinadas a partir dos 2 meses contra pneumococo, Haemophilus influenzae, tosse convulsa. A vacina da gripe é recomendada para crianças com doenças crónicas cardíacas ou pulmonares. Algumas crianças nascidas prematuramente recebem anticorpos contra Vírus Sincicial Respiratório.

As informações da Pedipedia não substituem nem devem adiar a consulta pessoal com um profissional de saúde qualificado.

Mais informações.

Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

Envie as suas sugestões

Newsletter

Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail