Menu

    Introdução

    O oxigénio é essencial à vida, mas a quantidade necessária para um recém-nascido (RN) prematuro ainda não está completamente estabelecida.

    A administração de oxigénio é um procedimento muito comum em Unidades de Neonatologia. Existem diferentes métodos de administração de oxigénio em RN. Os mais comuns são: campânula de oxigénio (hood), oxigénio ambiente dentro da incubadora, administração de oxigénio junto à face do bebé, administração de oxigénio através de máscara facial, cateter nasal, cateter nasofaríngeo, cânulas nasais e administração de oxigénio através de ventiladores.

    Cada modalidade tem vantagens e desvantagens e a equipa médica/enfermagem que cuida do bebé saberá avaliar a melhor opção de acordo com a disponibilidade de equipamento no hospital, a condição clínica do bebé e a sua evolução ao longo do internamento.

    Tão importante como administrar oxigénio, é administrá-lo na dose certa. Os níveis de oxigénio no sangue do bebé vão sendo avaliados ao longo do internamento de modo a tentar atingir os níveis alvo pretendidos. Estes níveis variam de acordo com idade e situação clínica do bebé.

    As informações da Pedipedia não substituem nem devem adiar a consulta pessoal com um profissional de saúde qualificado.

    Mais informações.

    Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
    Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

    Envie as suas sugestões

    Newsletter

    Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail