Menu

Introdução

Definição

As malformações congénitas do aparelho respiratório são raras e resultam de um desenvolvimento anormal das vias aéreas e/ou do pulmão durante a gravidez.

Sinais e sintomas

Os sintomas mais comuns após o nascimento são:

  • Falta de ar (dispneia)
  • Ruído inspiratório agudo (estridor)
  • Dificuldade e/ou engasgamento durante a alimentação
  • Cor azul na pele à volta dos lábios (cianose)

No caso da laringomalácia (“laringe mole”), a respiração caracteriza-se pela presença de estridor, devido ao colapso temporário da laringe, que agrava quando o bebé chora, está deitado ou constipado.

Os sintomas podem manifestar-se apenas na infância ou na adolescência com:

  • Falta de ar (dispneia)
  • Pieira
  • Infeções respiratórias repetidas
  • Tosse crónica
  • Tossir sangue (hemoptises)
  • Dor no peito

O que fazer

As malformações congénitas podem ser diagnosticadas durante a gravidez através da ecografia obstétrica ou na maternidade quando os sintomas surgem precocemente. Mesmo na ausência de diagnóstico pré-natal, na presença de sintomas respiratórios, a criança deve ser avaliada por um profissional de saúde.

Tratamento

Na laringomalácia e na traqueo-broncomalácia os sintomas tendem a diminuir à medida que a criança cresce; assim, a abordagem passa geralmente pela vigilância do crescimento e dos sinais de agravamento, em particular, na presença de infeções respiratórias. Nas restantes malformações a vigilância das complicações e das dimensões pode ser suficiente, noutras a abordagem cirúrgica pode ser necessária, por melhorar o crescimento do pulmão e diminuir as complicações a longo prazo.

Evolução / Prognóstico

A laringomalácia e a traqueo-broncomalácia têm bom prognóstico na grande maioria dos casos com resolução espontânea dos sintomas dos 6 aos 24 meses de idade. Nas restantes malformações, o prognóstico é habitualmente bom após a cirurgia corretiva, na ausência de outras malformações graves, nomeadamente gastrointestinais ou cardíacas.

Prevenção / Recomendações

Na presença de malformação congénita do aparelho respiratório recomenda-se prevenir as infeções respiratórias com as seguintes medidas:

  • Higienização das mãos antes do contacto com a criança
  • Evicção tabágica na presença da criança
  • Manter as vacinas actualizadas e realizar vacinas extra programa contra as infeções respiratórias (se não existirem contraindicações)

As informações da Pedipedia não substituem nem devem adiar a consulta pessoal com um profissional de saúde qualificado.

Mais informações.

Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

Envie as suas sugestões

Newsletter

Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail