Menu

Introdução

Definição

Denomina-se corrimento mamilar a passagem de líquido através do mamilo de forma espontânea ou após toque ou aperto da mama.

Frequência

Cerca de 50% a 80% das mulheres em idade adulta, terão pelo menos um episódio de corrimento mamilar ao longo da vida, este acontecimento na idade pediátrica é muito raro.

Causa

Há varias causas para o corrimento mamilar com necessidades terapêuticas diferentes. Nesse sentido o seguimento médico é importante. As causas mais comuns são as benignas, originando um corrimento mamilar que se pode resolver espontaneamente ou necessitar de tratamento médico. As causas menos frequentes, sendo muito raras nestas idades, são as malignas, como o cancro da mama.

Sinais e sintomas

Corrimento mamilar é um sintoma pouco comum. É importante saber responder a algumas perguntas acerca do mesmo: quando começou, se é necessário manipular a mama para o reproduzir, se existe apenas numa das mamas ou nas duas, em que quantidade ele se manifesta, e quais as suas características em termos de aspecto e cor. Para além do corrimento propriamente dito é interessante perceber se há outras alterações na mama e no mamilo, nomeadamente caroços, regiões mais endurecidas, aumentadas de tamanho ou avermelhadas. Todas as alterações que acompanham o aparecimento do corrimento mamilar devem ser reportados ao médico, sejam elas da mama, ou do resto do corpo. Os medicamentos que são da rotina da criança também devem ser enumerados.

O que fazer

Perante um corrimento mamilar numa criança em idade pediátrica uma consulta com o médico que a segue deve ser agendada, para ser estudada a causa e dirigido o tratamento. Não se trata de uma situação que possa ou deva ser orientada em contexto de serviço de urgência. É importante que não haja manipulação da mama e do mamilo, pois isso pode ser o suficiente para o corrimento persistir. A grande maioria dos corrimentos mamilares nesta faixa etária tem causa benigna.

Tratamento

O tratamento vai depender da causa encontrada para o corrimento mamilar. Com frequência o corrimento apresenta-se nas duas mamas ao mesmo tempo e de aspecto leitoso, tendo como base um aumento de uma hormona, a prolactina, responsável pela produção de leite no pós-parto. Esta hormona é produzida numa região do cérebro denominada hipófise e medida em análises ao sangue. O tratamento médico é habitualmente suficiente nestes casos. As alterações do tecido mamário mais frequentes são as ectasias ductais. Estas são na maioria das vezes diagnosticadas após um exame imagiológico, nomeadamente ecografia mamária, e podem requerer tratamento cirúrgico, apesar de alguns autores defenderem a atitude expectante nesta faixa etária.

Evolução / Prognóstico

A resolução do corrimento mamilar tem por base o controlo do fator causal. Na grande maioria dos casos é auto-limitado e estima-se que, no caso da hiperprolactinémia, cerca de um terço se resolva de forma espontânea, sem necessidade de qualquer medicação. A evolução de uma lesão benigna da mama para uma lesão maligna é rara na idade adulta, e poucos são os casos relatados em idade pediátrica.

As informações da Pedipedia não substituem nem devem adiar a consulta pessoal com um profissional de saúde qualificado.

Mais informações.

Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

Envie as suas sugestões

Newsletter

Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail