Menu

Introdução

Definição

A apendicite é a inflamação do apêndice cecal. O apêndice é um pequeno prolongamento de intestino, localizado na junção do intestino delgado com o cólon (intestino grosso). É a urgência cirúrgica abdominal mais frequente na criança.

Apêndice normal
Apendicite aguda

Frequência

É uma doença rara no recém-nascido e nos primeiros meses de vida. Torna-se mais frequente na adolescência.

Causa

A causa mais importante para que ocorra apendicite é a obstrução do apêndice que por isso se torna um tubo fechado, onde as bactérias que existem nas fezes se desenvolvem em maior quantidade produzindo inflamação.

O apêndice inflamado aumenta de volume provocando dor, deixa de receber todo o sangue de que necessita pelo que gangrena, podendo mesmo perfurar, provocando uma infecção generalizada a todo o abdómen (peritonite).

Sinais e sintomas

No início a criança tem falta de apetite, deixa de comer, depois fica com náuseas e vómitos e só então começa a queixar-se com dor de barriga. A dor pode começar em redor do umbigo, é uma dor constante, que vai aumentando de intensidade; a criança prefere ficar sentada ou deitada e dobrada sobre si própria. A dor localiza-se depois à parte inferior direita da barriga e é agravada por saltos, tosse ou outros esforços e a criança recusa-se a andar. A palpação da barriga torna-se progressivamente mais dolorosa, sobretudo do lado direito. A febre é geralmente inferior a 38,5º C, e não há habitualmente alterações na eliminação de fezes ou urina.

Se não for feito o diagnóstico e a criança não for operada em 36h, a infecção pode evoluir e generalizar-se a todo o abdómen o que torna a situação muito mais grave.
Há outras doenças que podem parecer-se muito com a apendicite mas o seu médico ou profissional de saúde que observar o seu filho sabe disso e fará os exames necessários para distinguir esta de outras doenças.

O que fazer

Se o seu filho tem estes sintomas deve ser observado por um profissional de saúde logo que possível. Serão realizadas análises e outros exames e, se o diagnóstico se confirmar, o seu filho será encaminhado para ser observado por cirurgião.

Tratamento

O tratamento da apendicite aguda é cirúrgico, e consiste na remoção do apêndice cecal. O apêndice pode ser retirado abrindo o abdómen ou fazendo apenas três pequenos orifícios na parede da barriga – um para ver e os outros para trabalhar. Este procedimento chama-se laparoscopia. O seu filho será medicado com antibióticos e ficará internado entre 3 a 7 dias dependendo do estado de evolução da doença na altura da operação.

Evolução / Prognóstico

A cirurgia é curativa e definitiva. A evolução do pós-operatório e o prognóstico são bons, dependentes do estado de adiantamento da apendicite, da  idade da criança, e do estado de saúde / presença de outras doenças prévias.

Prevenção / Recomendações

Uma vez operado o seu filho pode recomeçar a sua rotina sete dias depois e reiniciar desporto ao fim de 15 dias.

No futuro será uma criança e um adulto normal.

As informações da Pedipedia não substituem nem devem adiar a consulta pessoal com um profissional de saúde qualificado.

Mais informações.

Deseja sugerir alguma alteração para este artigo?
Existe algum tema que queira ver na Pedipedia?

Envie as suas sugestões

Newsletter

Receba notícias da Pedipedia no seu e-mail